quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Vida Waldorf na academia

Venha tecer conosco.

Tecelagem inurdida no lançamento do livro Entre composições: formação, corpo e  educação.

A ideia é durante o coquetel, tecer com o público presente uma tecelagem nos moldes da confeccionada para a capa do livro.

TRAGA SUA LÃ!



“O que acontece no entre da Travessia? Um emaranhado de lãs, fios, linhas, mãos, corpos, meadas... perspectivas que se cruzam e se interpenetram seguindo o fluxo do agenciamento produzido a partir do próprio movimento de escritura do livro”.

Lançamento do livro e exposição de fotos

Entre composiçõesformação, corpo e educação
Sônia Maria Clareto; Margareth A. Sacramento Rotondo; Ana Lygia Vieira Schil da Nina Veiga (Organizadoras)

Quarta-feira, 26 de outubro

Local: LIVRARIA CORTEZ – Rua Bartira, 317  
Perdizes (ao lado da PUC)
Fone: 3873 7111






domingo, 11 de setembro de 2011

Vida Waldorf: trabalho

Agricultor biodinâmico e professora Waldorf procuram trabalho, gente pronta para fazer desse mundo um lugar AINDA melhor...

Nas fotos, o frutos do trabalho da agricultura biodinâmica e da arte manual da nossa parceira Flavia Beatris.




Segue a mensagem da Flavia:

Amigos da  Pedagogia Waldorf e antroposofia,




Nossa família está em busca de um lugar onde possamos nos envolver em projetos de agricultura orgânica e pedagogia Waldorf, disponibilizando nossos talentos. Flávio é agrônomo e está terminando o mestrado na UFLA – Universidade Federal de Lavras, e eu, educadora Waldorf com especialização em primeiro setênio e pós-graduanda em supervisão escolar. Temos uma filhinha, Laura, de quatro anos, que ansiamos possa frequentar o jardim Waldorf.

Atualmente, moramos em Cambuquira, Sul de Minas Gerais, onde meu marido pratica agricultura orgânica e biodinâmica, especializado em horti e fruticultura. Como não temos escola Waldorf por aqui, atuo como professora de educação infantil em uma escola pública. Também faço brinquedos em feltro e lã.

Colocamos a disposição nossa vontade e habilidades, na certeza de que podemos colaborar com ações que promovam a sustentabilidade planetária e a valorização do ser humano.

Com gratidão,
Flavia

(Peça nossos currículos por e-mail)"



quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Vida Waldorf: Ciências


GRUPO DE CIÊNCIAS WALDORF DO BRASIL



Caros Professores,
Em outubro de 2011 acontecerá no Brasil o módulo preparatório do Curso de Especialização em Pedagogia Waldorf com duração de três anos.A meta é propor a transformação do professor convencional em professor waldorf, complementando e examinando os conhecimentos fundamentais que vêm da Universidade sob a visão antropológica com base antroposófica.

“CURSO LIVRE DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS: PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DA EPISTEMOLOGIA E PRÁTICA DA PEDAGOGIA WALDORF”
“FREE CORPORATION FOR RESEARCH AND DEVELOPMENT OF SCIENCE, HUMANITIES AND EPISTEMOLOGY AS A HELP FOR WALDORF SCHOOLS”

O Curso acontecerá em módulos neste outubro e próximos janeiros e julhos.Contará com grandes nomes atuantes em vários seminários de formaçõesde Professores Waldorf pelo mundo. Para o 1º Módulo em Outubro, contaremos com os Professores:

Coordenação Geral - Dr. Manfred von Mackensen, do Seminário deKassel, Alemanha.
Biologia - Dr. Peter Glasby, da Austrália.
Física- Prof. Dieter Gehrdt, de Weimar, Alemanha.
QuímicaProf.ª.Isabel Schievenin, de Poá/SP.
História -Prof.Irceu Munhoz, de Botucatu/SP.
Geografia - Prof. Hendrik Ens, da Suíça.
ArtesVander Vicentin, de Botucatu/SP.

Público alvo:Professores atuantes da área de ciências do ensino médio e professores de classe em geral (embora o curso vise o ensino de ciências a partir do 6º ano, os professores de classe dos primeiros anos também estão convidados, pois terão a oportunidade de se preparar).


Data: 06 a 15 de outubro de 2011
*O Curso de Biologia será de 03 a 09 de outubro
Local: Escola Waldorf Rudolf Steiner – São Paulo/SP
Cordialmente,                                    
Irceu Munhoz
Isabel Schievenin
Eleonore Pollklaesner
P/Grupo de Ciências Waldorfdo Brasil
P/Federação das Escolas Waldorf no Brasil

sábado, 13 de agosto de 2011

Vida Waldorf: biográfico em JF


A professora Lúcia Casoy, consultora de processos de desenvolvimento, oferece o trabalho:

“Re-Escrevendo Minha História”
Trabalho Biográfico

Em 15 encontros   semanais de duas horas  e meia de duração nos meses de setembro, outubro e novembro de 2011.
Todas terças às 18h ou nas sextas 15h - Apenas dois grupos de 3  pessoas.
Resignificar, enaltecer, acolher, compartilhar, acompanhar e ser acompanhada na  reconstrução  de sua trajetória  de vida.
Ouvir  e montar poesias, pintar, bordar , tecer , desenhar e modelar .
Levantar, pesquizar  e expressar artisticamente  , passo a passo , o  percurso de sua vida.
Deixar revelar  a  paisagem  onde  as águas de seu destino  correm , de onde brotam , sua direção, suas curvas, as diferentes vegetações, os  desvios e os encontros e desencontros.
Vivenciar o belo e  resignificar os acontecimentos .
Vislumbrar  ao final do processo todo o  panorama  de sua caminhada .
Tomar consciência do que passou  para decidir novos passos adiante.
Perceber as leis que regem a biografia humana e reconectar com seus verdadeiros  valores .
Colocar as  suas questões atuais no contexto de todo o percurso trilhado.
Marcar entrevista com Lucia Casoy- Biógrafa formada no Artemísia –Turma VI – Pedagoga, professora Waldorf, consultora de processos de desenvolvimento.
Investimento : 15 x R$ 60,00 ao longo de três meses

e-mail:  luciacasoy@gmail.com  

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Arte e literatura no III Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf em Baurú

Arte e literatura estavam presentes no  III Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf em Baurú.

Três obras do professor Waldorf Eduardo:


A escritora ELDBJORG FESTE BLAICH

A ilustradora Sandra Guarilha, professora do oitavo ano da Paineira Escola Waldorf, de Juiz de Fora, abaixo, cenas de Coi Coi, a sensível estória de um travesseiro de paina.

A artista do feltro, Ângela Oliveira, mãe da Escola Waldorf Francisco de Assis, de São Paulo.



quarta-feira, 20 de julho de 2011

Vida Waldorf: música no congresso

Verônica, da Escola Brasilis de Cauiabá.

Verônica, Eduardo e Diana

Mariana, professora de música da escola Waldorf Vivenda, de Franca.

Músicos na roda de ciranda

Vida Waldorf: gente no congresso

Gente de fibra e força no Congresso:
Devir-escola no congresso: Sandra Maria, Maria Terezinha e Maria de Freitas do assentamento Horto Aimorés de Baurú. Estão no congresso, pois querem implantar uma escola no assentamento que signifique a terra para as crianças.

Gente da casa no congresso: Seu Antônio cuidando da horta da Viver Escola Waldorf.  Dezesseis anos inspirando as crianças a cultivar e à terra.

Tricô no congresso: Patrícia, professora do Jardim da Margarida, de São Paulo. 

Mulheres da montanha no congresso: Ana Lúcia, do oitavo ano e Maria de Fátima do primeiro ano da Escola Araucária de Camanducáia, MG. 


Escola nova no congresso: Barão Geraldo, em Campinas, SP,  agora tem escola Waldorf, na foto em frente da Viver, Iris, a fundadora do Jardim Iris.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Vida Waldorf espetáculo de euritimia

Os alunos do Ensino Médio das Escolas Waldorf Aitiara, de Botucatu, e Viver de Baurú abriram o III Congresso Brasil de Pedagogia Waldorf.








quinta-feira, 12 de maio de 2011

Vida Waldorf: mais um blog ampliando a vida Waldorf



Adriana Barros, mãe de Iara, aluna do Jardim Waldorf Angelim, de Várzea Paulista acaba de inaugurar um blog sobre o universo Waldorf. Vale a pena seguir.

O Brincar Infantil,  por Adriana Barros

Na primeira infância, a criança está desenvolvendo seus sentidos e a vida anímica, sua imaginação e sua capacidade criativa, seu corpo físico e sua movimentação. Tudo isso é feito através do BRINCAR.

Hoje em dia as crianças estão perdendo este direito ao brincar, parece que tudo deve estar direcionado para um rendimento ou um conhecimento imediato.

No mundo infantil a palavra "pressa" deveria ser apagada. Leva-se tempo para crescer, por isso existe a infância, que deveria ser permeada pelo brincar criativo, movimentos e ritmos adequados, bom sono, boa alimentação, brincar em meio aos raios do sol, terra, água, árvores, areia e água. Dessa forma a criança tem a oportunidade de experimentar e vivenciar seu corpo, desenvolvendo agilidade, coordenação motora, noção de espaço, equilíbrio.

Na primeira infância, a criança trabalha intensamente sua individualidade espiritual dentro do corpo. Quando brinca, a criança ensaia para a vida adulta, aprende a viver e agir no mundo, andar, cair, levantar, não desistir, perseverar e conhece a alegria da conquista.

Acerca dos brinquedos, quanto mais simples, melhores desenvolverão as forças que estão sendo plasmadas na criança. Quanto mais primitivo e não muito sofisticado, mais oferecerá a possibilidade de uma atividade própria, pois a própria criança o completará ou modificará com sua fantasia. Qualquer monte de areia com o qual um  menino possa modelar casas, pontes, portões torres, com a possibilidade destruí-los quando quiser, é mil vezes melhor que um brinquedo mecânico com seus cubinhos rígidos e geometricamente exatos; galhos, pedras, folhas, bambus, podem se transformar naquilo que a criança quiser.

Quando um brinquedo é confeccionado, a verdade deve estar contido nele, a criança percebe o mundo pelos sentidos e não podemos iludi-los dando-lhes algo artificial. Materiais naturais como algodão, lã e madeira são texturas que transmitem calor, vida, humanidade.

Os apelos comerciais são muito grandes, mas será que o brinquedo pronto, acabado e moderno a estará beneficiando? Como pais-educadores temos a responsabilidade de questionar o que nos é oferecido e buscar compreender a criança que veio a nós com a alegre disposição de adentrar a vida com toda sua força criadora.

Adriana

Fonte:
A Natureza Anímica da Criança - Caroline Von Heydebrand
Brincadeiras Criativas para Seu Filho e Brinquedos Criativos para seu bebê/ Orientação pedagógica Waldorf/ Rudolf Steiner e brinquedos caseiros.  -  Christopher Clouder e Janni Nicol

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Vida Waldorf: a força estruturante do gesto.


À parte outras marcas possíveis, o que uma criança nessa fase [até três anos de idade]  vê fazerem diante dela, ouve fazerem perto dela e, sobretudo, sente fazerem a ela, tudo isso permanece inscrito em sua estrutura não como uma informação qualquer, e sim como modelo ou receita de como se deve agir em situações semelhantes [...]. É evidente, portanto, que os atos nocivos cometidos por um pai ou mãe no trato com seus filhos, sobretudo os de até cerca de três anos de idade, têm alta probabilidade de serem repetidos por esses filhos quando adultos, no trato com seus próprios filhos - e igualmente evidente que isso tende a se repetir em não só uma nova geração, e sim ao longo de muitas gerações, tornando-se forma-padrão de agir de vastas redes familiares, quiçá de todo um povo. ["Aos que podem salvar o mundo", Ralf  Rickli, 2009].  Para saber mais:   www.tropis.org/biblioteca/aosquepodemsalvaromundo.pdf



quinta-feira, 28 de abril de 2011

Vida Waldorf: rede de mães

Rede de mães artistas:


AS CRIAÇÕES ARTESANAIS DE 5 MÃES MUITO PRODUTIVAS.

TATIANA ALEX CIMINO


De executiva à empresária, de mãe à artesã, da vontade nasce o querer, do querer se desenvolve o pensar, do pensar vem o fazer, afirmando que todos somos capazes. Construa, realize, divida, busque a cada dia ser melhor e construa um mundo melhor...Contato:ciminotatiana@hotmail.com

MÔNICA SEWALD

msewald@hotmail.com

FERNANDA FONTES



Dentro de mim existem duas forças construtivas que trabalham juntas em tempo integral: a dedicada mãe Waldorf e a artesã incansável. Neste espaço exponho algumas criações do meu lado artista. Contato: (11) 8584-1844.

CINTHIA MARCONDES

Penso que a cada dia devo tecer um pouco mais a pessoa que desejo ser; Sinto todos os dias a ternura de ser mãe; Não tenho tempo para mais nada. Ser feliz me consome muito... Contato: cinthiamarcondes@hotmail.com

ANDREA ELISA

A felicidade está no prazer de criar e realizar sonhos. A arte é o caminho da vida para o amor. Viver o hoje, aprender com o ontem e construir o amanhã...andreaecr@terra.com.br 55 11 76693436.








As obras:






quarta-feira, 20 de abril de 2011

Vida Waldorf: comércio justo


A informação chegou pela Carol Duarte, da nossa rede.

É um projeto muito parecido com o que nós estamos elaborando aqui em Minas, mas com um plus:

As conselheiras. 


Por enquanto, nós mesmos - artistas, artesãs e arteducadoras, é que somos nossas conselheiras, responsáveis pela divulgação e comercialização das peças.



quarta-feira, 13 de abril de 2011

Vida Waldorf: encontro de artes manuais


OFICINAS DE TRABALHO MANUAIS DA ELISABETE CÂNDIDO


Dezembro ... último mês do ano!

Época do Bazar de Natal e tempo de confraternização por mais um ano de trabalho e conquistas. E uma das conquistas maiores é apresentação das prendas elaboradas por cada família com suas habilidades manuais representadas pela criatividade e delicadeza de sentimentos nas oficinas elaboradas ao longo de todo o ano.
Visando à adequação e organização destas oficinas ao prazer de elaborar objetos para o natal ou para a lojinha da Escola, apresento minha proposta: Oficinas de trabalhos manuais ao longo de todo o ano.

Proposta
Proponho dirigir cada oficina proposta. 
Propostas de oficinas fora da programação abaixo serão acolhidas e analisadas somente com antecedência.

Como funciona?
Cada Escola escolhe as oficinas que deseja e por e-mail ou por telefone as oficinas podem ser marcadas.

Valores da direção das oficinas de trabalhos manuais:
Oficina individual: à combinar.

Materiais usados nas oficinas:
Fica a critério de cada Escola:
- A Escola compra o material.
- Cada aluno compra o seu material.
- A oficineira fica responsável pela compra do material perante o pagamento prévio.

Transporte: a combinar.

 PROGRAMAÇÃO
Maio: Bonecas de lã ou fadas.Datas: 4/11/18
Horário: manhã ou tarde.
Material: lã cardada, limpador cachimbo, agulhas para feltragem, espuma, fio de náilon, continhas de cores variadas.
Tempo necessário para produção completa: 3 encontros de 2 horas.
Cada participante fará  2 fadas ou 1 boneca de mesa.
Valor:  40,00

Maio: Cavalinho de pau
Datas: 3/10/17/24/31
Horário: manhã ou à tarde
Material: meia, enchimento, linha, de costura, pau de vassoura, botões, lã para crina.
Tempo necessário para produção completa: 5 encontros.
Valor: 50,00

Junho: Boneca de mesa ou boneca russa.
Datas: 1/ 8/ 15/ 22/29
Horário: tarde
Material: feltro de cores variadas, malha, tesoura, alfinetes, agulha, lã para cabelo cardada, linha de bordar.
Tempo necessário para produção completa: 5 encontros
Valor: 50,00

Agosto e Setembro: Casa da família
Agosto:1/8/15/22/29 e Setembro: 5/8
Horário: manhã ou tarde
Material: Feltro de cores variadas, linha de bordar, agulhas, tesoura, alfinetes de cabeça,
Tempo necessário para produção completa: 7 encontros.
Cada participante fará 1 casinha e 2 bonecos de mesa para casinha.
Valor: 70,00

Setembro: Enfeites de natal, bola de patchwork ou anjos de tecidoDatas: 6, 13, 20, 27
Horário: manhã ou tarde
Material: bola de isopor, tecido de algodão natalino,tesoura, fio de náilon, fio dourado, alfinetes comum , feltro, estilete, cone de isopor, cola branca.
Tempo necessário para produção completa: 4 encontros.
Cada participante fará  5 bolas e um anjo.
Valor: 60,00

Setembro e Outubro: Presépio de natal de lã cardada, feltragem.
 Setembro: 1/ 8/ 15/ 22/ 29 e Outubro: 6/ 13
Horário: manhã ou a tarde.
Material: lã branca , lã colorida, agulha para feltragem, fio dourado.
Tempo necessário para produção completa: 8 encontros de 2 horas.
Cada participante  fará 6 peças.
Valor: 80,00

Outubro: Calendário do Advento
Datas: 3, 10, 17, 24, 31.
Horário: manhã ou tarde
Material: feltro, linhas de bordar, 4 velas , tesoura, alfinete, 4 anjos, fio dourado,cola, uma guirlanda de cipó, cola quente,
Cada um fará os 4 anjos Fe feltro.
Tempo necessário para produção completa: 6 encontro de 2hs.
Valor: 60,00.

NOVEMBRO: Guirlandas de Natal 
Datas: 7, 14, 21.
Horário: manhã ou a tarde.
Material: feltros, linha de bordar, tesoura, alfinetes, enchimento
Tempo necessário para produção completa: 5 encontros, 2 horas.
Valor: 50,00
 
Atenciosamente,
Elisabete Cândido

http://www.flickr.com/photos/oficinaswaldorfbete/
31. 9706-7599
31. 3286-0481


































































segunda-feira, 7 de março de 2011

Vida Waldorf: Necessidade


 Caros amigos,

Ainda são muitas e várias as necessidades de Nova Friburgo. 

A  Associação Crianças do Vale de Luz  está empenhada na superação das dificuldades!
Além de ajudar as vítimas da trajédia , o esforço atual é  para manter as crianças
nas duas escolas públicas  Waldorf que a ACVLuz  mantêm em Nova Friburgo, com a mesma qualidade dos últimos anos .

São 300 crianças em horário integral!!!

O convênio com a Prefeitura gera alguns  recursos que eram complementados por empresas  locais que muito ajudavam , e que, agora , depois do ocorrido, estão passando por dificuldades também.

A Associação precisa  mobilizar ainda para este ano cerca de R$60.000,00 para compensar a quebra dos parceiros locais!.

Se vocês souberem de editais, ou projetos onde possam entrar, por favor nos encaminhem.
 A ACVLuz foi contemplada em alguns editais nos últimos anos, recursos fundamentais  principalmente após
a saída de importantes parceiros devido a famigerada "Crise Mundial".
Em dezembro do ano passado o grupo Mineiro "Cataventoré" conseguiu nos destinar um dos espetáculos de
um projeto que ganharam junto a FUNARTE. Conseguimos hospedagem, um preço simbólico por um som
de altíssima qualidade e toda bilheteria foi destinada a ACVLuz.
Isso poderia  voltar a acontecer!

Caso conheçam  algum grupo ou artista, que possa fazer, se não desta forma, mas algo parecido, por favor nos coloque em contato. Peço que divulguem este email. Toda ajuda é preciosa.

Um grande abraço fraterno,
Lucia Casoy e Paula Colen
Associação Crianças do Vale de Luz
ACVLuz
(22)2527-1389/9277-3014


Segue carta  da administração da Associação Crianças do Vale de Luz :

............................................................................

Boa tarde,


Com a tragédia ocorrida no dia 12 de janeiro deste ano, nossa Associação lançou uma campanha de doações da qual muitas pessoas, participaram.
Criamos um Comitê interno que define o destino das doações no auxílio às famílias de professores e de alunos das nossas duas “Escolas Waldorf públicas”.
Também nos empenhamos muito em preparar o ano letivo, que começou dia 21/02. Fizemos diversos consertos na estrutura física das escolas,.
Agora nos falta garantir o suporte pedagógico aos professores, e o material escolar de todos os alunos, para o ano inteiro.
Este ano, os apoiadores locais, principalmente os empresários da comunidade, terão muita dificuldade de apoiar as ações da nossa Associação,
uma vez que estão dando um importante auxílio aos funcionários atingidos pela tragédia e, para muitos também, reconstruindo parte de seu patrimônio físico.
Mais do que nunca, precisamos divulgar nosso pedido de socorro para a comunidade na escala do Brasil e do mundo
para que possamos garantir a qualidade do atendimento às crianças matriculadas nas nossas escolas neste ano de 2011.

Enviamos abaixo uma lista de necessidades das escolas para o ano de 2011.

Qualquer contribuição na compra desses itens, ou na forma de um depósito em conta da Associação para este fim, será muito bem-vinda!

Temos na Escola do Vale de Luz e na Escola Cecília Meireles um total de 300 crianças matriculadas em horário integral.
Dessas 300 crianças, 210 precisam de apoio na compra do material pedagógico específico que usamos em virtude da nossa proposta pedagógica diferenciada e,
entre elas, 59 são apadrinhadas por pessoas no Brasil e no exterior.
Afinal, 151 crianças ainda não contam com nenhum tipo de apoio nesse sentido para este ano letivo.


O custo total do material pedagógico para o ano é de R$ 160,00 por aluno e inclui: aquarela (6 cores), esponjas, cera de abelha (6 cores), giz de cera bloquinho e bastão (6 cores), giz de lousa, canetas tinteiro e recargas, lã de carneiro (enchimento e cardada), agulhas de tricô, agulhas crochê, cadernos sem pauta c/ seda, papel Canson, papel A3 e pranchetas, argila, tecidos, tábuas de macramê e pequenos kits de jardinagem e de marcenaria.  



Todos os alunos (300) também precisam de uniformes. Duas camisetas, um conjunto para o frio, dois pares de meia e um tênis ficam em R$ 130,00 por criança.

A Escola Cecília Meireles também precisa de 5 conjuntos de mesas e cadeiras de madeira para Jardim de Infância (confeccionados pela Monte Azul com medida especial) e de instrumentos musicais que fazem falta no cotidiano da escola: 01 caixa tarol profissional, 02 metalofones pentatônicos, 02 xilofones pentatônicos, 01 metalofone diafônico, 01 xilofone diafônico, 01 conjunto de gongos, 05 violões com capa, 01 repiquete, 01 cuíca, 01 pau de chuva, címbalos e 05 estantes de música.

Ainda precisamos complementar a alimentação das crianças que recebem cinco refeições ao longo do dia nas escolas (recurso federal insuficiente). Aceitamos contato de fornecedores que possam fazer doação de alimentos em gênero.


Caso queiram direcionar uma doação financeira para um item específico, escrevam para o email acvluz@valedeluz.org.br informando a finalidade da doação. As doações destinadas a “garantir a qualidade de atendimento nas Escolas Waldorf Públicas de Nova Friburgo em 2011” devem ser depositadas no Banco do Brasil, Agência 0335-2, Conta corrente 5780-0.
Desde já, agradecemos sua solidariedade com Nova Friburgo, através da nossa Associação, das nossas escolas, das nossas crianças. Permanecemos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

Atenciosamente,

Emmanuelle C. J. Robertz e Paula Colen
Associação Crianças do Vale de Luz

ACVLuz
(22)2527-1389/9277-3014